Tóquio - A Sony cortou suas metas de lucro para o ano fiscal após registrar perdas líquidas trimestrais conforme sua operação de TVs em recuperação sofreu uma recaída para o vermelho.

Com perdas líquidas trimestrais de 19,3 bilhões de ienes (197 milhões de dólares), a quinta-feira de má notícias para a Sony contrasta com uma divulgação boa da concorrente japonesa Panasonic. A operação de TVs sofreu uma reviravolta, indo de 5,2 bilhões de ienes em lucro operacional no período de abril a junho, seu primeiro lucro trimestral em três anos, para perdas operacionais de 9,3 bilhões de ienes.

De modo geral, a Sony cortou sua projeção de lucro operacional para o ano até março para 170 bilhões de ienes, ante uma projeção anterior de 230 bilhões de ienes, que teria sido estável no ano.

A previsão de 170 milhões de ienes está abaixo da média de 221 bilhões de ienes esperados por 22 analistas em uma pesquisa feita pelo Thomson Reuters I/B/E/S.

Tópicos: Balanços, Lucro, Sony, Empresas, Indústria eletroeletrônica, Empresas japonesas, TV, Televisão