São Paulo - A Samsung planeja controlar mais os suprimentos vitais de peças de eletrônicos conforme busca ficar à frente da rival Apple com novos produtos em uma indústria de tecnologia que muda rapidamente.

A divisão do grupo sul-coreano não cotada em bolsa, a Samsung Display, pode se tornar a maior acionista da Corning, a fabricante da tela resistente a arranhões Gorilla Glass usada em muitos dispositivos móveis, como parte de um acordo no qual a Corning comprará a parte da Samsung Display em uma joint venture criada em 1995 que fabrica vidro para telas de cristal líquido.

Essa operação inclui um novo acordo de 10 anos para fornecimento de vidro LCD entre a Corning, sediada em Nova York, e a Samsung Display, que fabrica painéis LCD para tablets e TVs para a Apple, a Sony e a Lenovo. A Corning disse que o acordo somaria cerca de 2 bilhões de dólares às suas vendas anuais.

Como parte do acordo, a Samsung Display receberá novas ações preferenciais conversíveis na Corning no valor de 1,9 bilhão de dólares, e investirá outros 400 milhões subscrevendo novas ações preferenciais conversíveis. Caso as ações preferenciais sejam convertidas, a Samsung Display se tornaria a maior acionista da empresa norte-americana, com uma fatia de 7,4 por cento.

A Corning disse que o acordo, previsto para ser concluído no primeiro trimestre de 2014, somaria cerca de 350 milhões de dólares em lucros anuais antes de itens especiais.

Tópicos: Acordos empresariais, Empresas, Samsung, Indústria eletroeletrônica, Empresas coreanas, Empresas de tecnologia, Tecnologia, Tecnologias sem fio