São Paulo - A parir do meio do ano, a Bunge terá um novo presidente. Alberto Weisser, atual CEO global da companhia, anunciou sua aposentadoria e Soren Schroder, atual CEO da Bunge na América do Norte, será nomeado seu sucessor.

De acordo com comunicado divulgado pela companhia, Weisser ficará como presidente do conselho da companhia até o dia 31 de dezembro deste ano e Schroder, até junho, deve ocupar uma cadeira como membro.

Segundo a Bunge, sob sua liderança, a companhia se tornou uma empresa com ações negociadas na bolsa de valores e cresceu de uma operação regional, tornando-se um grande player global.

“Weisser liderou a Bunge no decorrer de uma das épocas mais significativas e mais bem sucedidas de sua história de quase 200 anos,” disse L. Patrick Lupo, chairman adjunto e principal diretor independente da Bunge Limited.

Weisser ingressou na Bunge em 1993 e foi nomeado CEO em janeiro de 1999 e chairman em julho de 1999. Já o novo CEO, para a companhia, é um líder comprovado que vem exercendo um papel chave no crescimento e êxito da empresa desde seu ingresso em 2000.

“Ele ajudou a construir as operações globais de marketing e trading de nosso agronegócio, desenvolveu nosso agronegócio na Europa e no Oriente Médio, e como CEO da Bunge na América do Norte desde 2010, gerencia toda nossa cadeia de valor, incluindo agronegócio, óleos comestíveis e moagem, em uma região chave", disse Weisser.
 

Tópicos: Bunge, Empresas, Empresas holandesas, Rotatividade, Gestão, Sucessão