Aguarde...

Televisão | 17/02/2012 17:33

Por que a RedeTV! está em crise – e o que ainda pode piorar

Em meio a atraso de salários, emissora pode perder uma das principais atrações remanescentes – a mulher do dono

Rafael Cusato/Contigo

Luciana Gimenez

Luciana Gimenez: apresentadora negocia a saída da RedeTV! para fechar com a Band

São Paulo – A perda do programa humorístico Pânico na TV!, anunciada nesta quinta-feira, é o resultado mais claro (até agora) da crise financeira atravessada há tempos pela RedeTV!, garantem funcionários da companhia. De acordo com eles, a maneira como a empresa vinha cuidando das contas e lidando com os colaboradores já não tinha graça há tempo.

A emissora perdeu o programa depois de ter atrasado quatro meses de salário de todos os participantes, inclusive da apresentadora Sabrina Sato, dona de um dos três salários mais altos da RedeTV! e estimado em cerca de 150.000 reais mensais. O atraso de pagamento era o mesmo sofrido pelos demais apresentadores e produtores dos programas feitos pela emissora.

“Os demais funcionários vem recebendo salários atrasados e divididos em porcentagem desde setembro”, afirmou um produtor da emissora. “Cerca de 20% do quadro de funcionários já foi reduzido, porque as pessoas cansaram de trabalhar sem receber.”

O esquema de atraso de salário atingiu até a apresentadora Luciana Gimenez, mulher de um dos sócios da emissora. Depois de sua situação se tornar conhecida no mercado, Luciana foi sondada para assinar contrato com as concorrentes Band (a nova casa do Pânico na TV!) e Record. “A Gimenez está prestes a assinar com a Band, o que seria um grande baque para a emissora”, disse uma pessoa próxima da apresentadora. A informação foi checada por EXAME.com com mais duas fontes a par da situação.

Procurada, a emissora não deu nenhuma posição até a publicação desta matéria.

Mais crise

Uma eventual saída de Luciana Gimenez seria mais um duro golpe na situação da Rede TV!. Isto porque, segundo estimativas do mercado, o programa SuperPop!, comandado por ela, representaria quase 30% do faturamento da emissora. O humorístico Pânico na TV!, programa com maior audiência do canal, com picos de 15 a 16 pontos, equivaleria a 40%.

“Sem os dois, a RedeTV! teria um faturamento inviável, já que há anos a emissora tem uma infraestrutura precária”, disse uma ex-funcionária da empresa. Segundo ela, ambientes sem café, nem água e equipamentos insuficientes são cenários habituais nos bastidores.

 

 

Comentários (0)  

Editora Abril

Copyright © Editora Abril - Todos os direitos reservados