Rio de Janeiro - A Petrobras, a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e a Fábrica Carioca de Catalisadores (FCC) inauguraram nesta quinta-feira, no Rio de Janeiro, a Unidade Protótipo de Catalisadores (Procat), voltada à pesquisa de novas tecnologias de preparo de catalisadores e seus componentes. O investimento é de R$ 27 milhões.

De acordo com a Petrobras, o Brasil é o único país da América Latina que produz catalisadores de FCC (fluid catalytic cracking ou craqueamento catalítico fluido), o maior insumo das refinarias.

Em breve, acrescentou a estatal, a FCC fabricará catalisadores de hidroprocessamento, fundamentais para combustíveis menos agressivos ao meio ambiente.

Com capacidade de produzir até 100 kg de catalisadores/dia, a Procat desenvolve com a Petrobras um projeto de pesquisa com três linhas de trabalho: catalisadores para craqueamento catalítico fluido (processo utilizado para transformar petróleos pesados, de pequeno valor, em derivados leves, de maior valor); catalisadores para abatimento de emissões de gás carbônico em processos industriais; e catalisadores para área de polímeros.

Tópicos: Petrobras, Empresas, Capitalização da Petrobras, Estatais brasileiras, Petróleo, gás e combustíveis, Empresas brasileiras, Empresas estatais, Empresas abertas, Indústria do petróleo, Energia, Petróleo, Rio de Janeiro, Cidades brasileiras, Metrópoles globais