São Paulo - O Grupo Pão de Açúcar registrou elevação mensal acima de 40% na venda de linha branca entre os meses de janeiro e julho deste ano em comparação ao mesmo período de 2011, em função da redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI). A informação consta de nota divulgada pela empresa na qual manifesta apoio à decisão do governo de manter o benefício fiscal, em vigência desde dezembro de 2011, para os produtos de linha branca e móveis. De acordo com o comunicado, entre os itens mais vendidos estão os refrigeradores inox e lavadoras acima de 10 quilos.

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou na quarta-feira à tarde a prorrogação do IPI menor para vários produtos que já recebiam o benefício. "As alíquotas são as mesmas que estão em vigor", disse o ministro. O benefício agora valerá até o dia 31 de dezembro. A alíquota do fogão, por exemplo, passou de 4% para zero, e assim permanecerá. A do tanquinho, de 10% para zero. A da geladeira de 15% para 5%, e a da máquina de lavar, de 20% para 10%.

O diretor presidente do Pão de Açúcar, Enéas Pestana, acredita que a medida é benéfica e irá contribuir com o crescimento sustentável da economia, impulsionada fortemente pelo consumo interno. "Acreditamos muito no Brasil e na força do mercado interno e estamos atuando com o governo para a manutenção e expansão de medidas de fomento ao crescimento econômico do País", declarou o executivo, em nota.

Tópicos: Impostos, Leão, Incentivos fiscais, IPI, Pão de Açúcar, Supermercados, Varejo, Empresas, Comércio, Empresas abertas, Empresas francesas, Setores