Aguarde...

Planos | 20/02/2013 13:25

Grupo Pão de Açúcar planeja inaugurar 150 lojas em 2013

Número é 50% maior na comparação com as inaugurações feitas no ano passado

Divulgação/GPA

Minimercado extra

Minimercado Extra: grupo planeja focar na expansão da bandeira em 2013

São Paulo – O grupo Pão de Açúcar ainda não divulgou o quanto planeja investir em 2013 para crescer, mas garantiu que o número de inaugurações de novas lojas vai ser pelo menos 50% maior na comparação com o ano anterior. Isso porque, a rede varejista planeja abrir 150 lojas neste ano – 49 a mais do que em 2012.

Segundo Enéas Pestana, CEO da varejista, a companhia ainda não definiu quantas lojas serão do segmento alimentar e quantas do não alimentar. “Esses são detalhes que devemos divulgar em breve ao mercado, assim como os investimentos previstos para o ano”, afirmou o executivo, em teleconferência com analistas, nesta quarta-feira.

O foco, no entanto, será para o crescimento do grupo nas regiões Nordeste e Centro-Oeste.  O Assaí, bandeira de atacarejo do grupo, por exemplo, deve chegar a sete novos estados neste ano. A expansão da bandeira Minimercado Extra também será priorizada em 2012, assim como a Casas Bahia, que deve expandir sua atuação, principalmente na região Nordeste do país.

No ano passado, o grupo Pão de Açúcar inaugurou 101 lojas, sendo 33 no segmento não alimentar da companhia, que contempla as bandeiras Casas Bahia e Ponto Frio. A varejista investiu cerca de 700 milhões para a abertura das novas unidades. O montante representa mais de 45% dos investimentos totais feitos pela varejista, que somaram mais de 1,5 bilhão de reais.

Resultados

O grupo Pão de Açúcar divulgou seus resultados financeiros referentes ao ano de 2012. No período, o lucro líquido do Pão de Açúcar somou 1,156 bilhão de reais, aumento de 60,7% na comparação com o ano anterior. De acordo com a companhia, tanto o lucro líquido trimestral quanto o anual foram recordes. No acumulado de 2012, a receita líquida do grupo cresceu 9,3%, totalizando 50,9 bilhões de reais.

Abilio Diniz, presidente do conselho administrativo da varejista,  também esteve presente na teleconferência de resultados do grupo e afirmou que os números alcançados são excelentes. "Mesmo a transição de comando, nossa equipe se manteve focada e alheia ao processo", disse o empresário.

Nesta quarta-feira, o grupo francês Casino, controlador do Grupo Pão de Açúcar, pediu, durante a assembleia extraordinária de acionistas da companhia, a renúncia do empresário Abilio  do cargo de presidente do conselho da empresa. O assunto, no entanto, foi ignorado durante a teleconferência com analistas.

Comentários (0)  

Editora Abril

Copyright © Editora Abril - Todos os direitos reservados