Rio de Janeiro - A petroleira OGX, do empresário Eike Batista, tem receita potencial de 17,2 bilhões de dólares com a exploração dos campos de Tubarão Martelo e BS-4, considerando a vida útil e as reservas prováveis de petróleo, segundo informações na petição de recuperação judicial da companhia desta quarta-feira.

A empresa estima ter perdido 3,6 bilhões de reais com o fracasso na exploração das áreas de Tubarão Azul, Tubarão Areia, Tubarão Tigre e Tubarão Gato, de acordo com o documento obtido pela Reuters.

A OGX informou ainda que não tem qualquer endividamento bancário nem créditos com garantias reais, e que a dívida total da empresa é estimada em 11,2 bilhões de reais.

Para os advogados da empresa, a recuperação judicial evita um "cenário indesejável de falência", que implicaria em caducidade de concessões e perda integral de valores investidos.

Tópicos: Balanços, Eike Batista, OSX, MMX, Personalidades, Empresários, Empresas, OGpar -ex-OGX, Petróleo, gás e combustíveis, Indústria do petróleo, OGXP3, Resultado, Gestão