São Paulo - A endividada petroleira OGX, que entrou com pedido de recuperação judicial, informou nesta quinta-feira que um acordo com a malaia Petronas para venda de participação em uma área da Bacia de Campos "provavelmente vai gerar processo arbitral para resolução da questão".

A OGX, controlada pelo empresário Eike Batista e com dívidas de 11,2 bilhões de reais, firmou meses atrás acordo para vender 40 por cento de dois blocos de exploração de petróleo à Petronas por 850 milhões de dólares.

A transação ainda não foi concluída e em agosto a Petronas informou que aguardaria a reestruturação da dívida da OGX para dar prosseguimento ao negócio.

Tópicos: Acordos empresariais, Empresas, OGpar -ex-OGX, Petróleo, gás e combustíveis, Indústria do petróleo, Petronas