Aguarde...

Cosméticos | 15/02/2012 21:20

Natura projeta resultados mais fortes em 2012

A companhia estima investimentos de 420 milhões de reais em ativo imobilizado em 2012

Fabiano Accorsi/EXAME.com

Fábrica da Natura em São Paulo

Fábrica da Natura em São Paulo: gestão socioambiental levada a toda a cadeia de produção

São Paulo - A Natura espera que os resultados de 2012 sejam melhores do que 2011, impulsionados pelo aumento do salário mínimo e pela inflação controlada, além do reajuste de preços de 2 por cento que está sendo implantado neste início de ano, depois dos resultados do ano passado terem ficado abaixo de suas expectativas, embora a empresa tenha elevado os lucros ante 2010.

"Houve uma conjunção de mercado mais competitivo e uma execução nossa menos eficiente neste ano. Fomos afetados por nós mesmos nessa implementação de vários projetos no segundo semestre", disse o vice-presidente de finanças e jurídico da Natura, Roberto Pedote, a jornalistas nesta quarta-feira.

"Para 2012, temos uma perspectiva de mercado mais vantajosa. A gente continua com gestão forte de custos pelo departamento de compras e praticamos um aumento de preços de 2 por cento. Estamos bem equacionados", completou.

Pedote afirmou que os problemas de eficiência observados no terceiro e no quarto trimestre do ano passado, e que principalmente resultaram na falta de produtos aos clientes, já foram estabilizados.

A companhia estima investimentos de 420 milhões de reais em ativo imobilizado em 2012, especialimente em logística, produção e tecnologia.

Parte deste montante será destinado à continuidade dos investimentos em seu projeto de logística, que inclui a abertura de novos centros de distribuição, de um modelo centralizado para descentralizado. O objetivo é para facilitar a entrega, cujo prazo médio deverá chegar em 48 horas em 2013, ante o prazo atual de 5 a 6 dias.

A Natura vai inaugurar um novo centro de distribuição, na cidade de São Paulo, que deve entrar em operação até o final deste ano. O centro de distribuição de Cajamar (SP), será aposentado, e a fábrica terá vocação apenas industrial.

"Os investimentos de 2012 superarão os investimentos de 2011 com a continuidade dos investimentos em logística e sistema, mas também em capacidade logística e indsutrial, tanto na planta de Cajamar quanto na planta no Pará", afirmou o executivo.

No Pará, a Natura vai se voltar para a fabricação de sabonetes, com um "investimento grande". Atualmente, a companhia só faz a massa que serve de matéria-prima para os produtos e passará a ter a produção completa.

A Natura teve lucro líquido de 290,7 milhões de reais no quarto trimestre, alta de 32,5 por cento na comparação com o mesmo período de 2010.

O resultado ficou acima da média das expectativas dos analistas ouvidos pela Reuters, que esperavam lucro de 256,5 milhões de reais no período.

No ano, a empresa de cosméticos apresentou lucro 11,7 por cento maior ante 2010, de 830,9 milhões de reais.

A receita líquida da companhia de cosméticos cresceu 7,3 por cento entre outubro e dezembro, para 1,7 bilhão de reais. No ano, o faturamento cresceu 9 por cento, para 5,6 bilhões de reais.

O Ebitda (sigla em inglês para lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) atingiu 500,4 milhões de reais no quarto trimestre, alta de 39,8 por cento na comparação anual. No acumulado de 2011, chegou a 1,4 bilhão de reais, registrando crescimento de 13,4 por cento.

Comentários (0)  

Editora Abril

Copyright © Editora Abril - Todos os direitos reservados