São Paulo - Decolou: essa é a avaliação das corretoras sobre o balanço do Smiles no 3º trimestre. Com lucro líquido de 63 milhões de reais, a empresa viu o indicador crescer 30,5% em relação ao 2º trimestre e foi objeto de elogios por parte dos analistas.

"A boa performance operacional é reflexo das campanhas de marketing que estão em curso", afirmaram Carlos Louro e Fernando Abdalla em relatório da J.P.Morgan Corretora. Para eles, os bons resultados são fruto de receitas acima do esperado e maior resgate de pontos - que, ao todo, somou 8,7 bilhões de unidades no período.

Os analistas destacaram ainda os 59,8 milhões de reais faturados pela empresa com Clube Smiles - valor 12,5 milhões acima do esperado. Entretanto, eles advertiram para o aumento de 1,1 milhão de reais das despesas administrativas em relação ao 2º trimestre em função da divisão de lucros com empregados.

Outras corretoras

Outros analistas também opinaram sobre o balanço do Smiles. É o caso de Alexandre Spada, da Itaú Corretora. Para ele, o faturamento bruto de milhas foi o destaque positivo dos resultados - rendendo à empresa 265 milhões de reais, valor 24% maior em relação ao último semestre.

Ricardo Correa, da Ativa Corretora, lembrou que "o crescimento no acúmulo e resgates de milhas" impactou positivamente as receitas da Smiles.

No terceiro trimestre, a companhia lançou o Clube Smiles, produto que oferece pontos por meio de pagamento de uma mensalidade. A novidade visa roubar clientes do Multiplus, líder de mercado e seu principal concorrente hoje.

Tópicos: Balanços, Corretoras, Smiles, Programas de fidelidade