São Paulo - A Mangels Industrial entrou com um pedido de recuperação judicial nesta sexta-feira, em conjunto com suas controladas Mangels Componentes da Amazônia e E.Koga, informou a companhia em fato relevante.

"Não obstante os esforços da administração junto a credores na busca por alternativas para o equacionamento da difícil situação econômico-financeira pela qual passa a companhia, o pedido de recuperação judicial tornou-se inevitável", afirmou a companhia.

A Mangels, que tem origens no final da década de 1920, é tradicional fornecedora para os segmentos de autopeças, incluindo rodas de alumínio, e cilindros de aço para gás liquefeito de petróleo (GLP). Em 2012, a companhia havia vendido a área de galvanização.

A companhia encerrou o primeiro semestre com prejuízo de 26 milhões de reais, dívida líquida de 313 milhões e caixa de cerca de 73 milhões de reais. Entre os credores estão os bancos DEG e FMO, segundo balanço do segundo trimestre divulgado pela companhia.

Tópicos: Autoindústria, Setores, Indústrias em geral, Indústria, Empresas, Siderurgia e metalurgia, Prejuízo