Paris - O lucro líquido do Carrefour recuou 14,3% em 2011, para 371 milhões de euros, de 433 milhões de euros de 2010, afetado pela queda significante do lucro operacional na França e Europa. Segundo traders, apesar do resultado negativo, as ações do Carrefour podem receber algum suporte, visto que os investidores já tinha sido muito negativos sobre os papéis e o desempenho da companhia anteriormente.

Para 2012, o Carrefour disse que planeja "um corte de custos mínimo de 400 milhões de euros" e um controle rígido dos investimentos de entre 1,6 bilhão de euros e 1,7 bilhão de euros e uma nova política de dividendos de 45% do lucro ajustado por itens excepcionais. A empresa também anunciou um corte em seu dividendo para 0,52 de euro, de 1,08 de euro no ano passado.

O lucro operacional, que exclui lucro extraordinário e despesas, recuou para 2,18 bilhões de euros, de 2,97 bilhões de euros reportados em 2010, em linha com as previsões dos analistas.

O Carrefour reduziu sua meta de lucro anual cinco vezes em 2011, à medida que enfrenta dificuldades no seu mercado doméstico, afetado pela imagem de cobrar preços muito altos enquanto seus hipermercados ficaram sob pressão de lojas menores e de conveniência. O corte mais recente ocorreu em outubro. As informações são da Dow Jones.

Tópicos: Balanços, Carrefour, Supermercados, Varejo, Empresas, Comércio, Empresas francesas, Lucro, Setores