Nova York - A PepsiCo teve lucro líquido de US$ 1,72 bilhão no quarto trimestre de 2015, 31% maior que o ganho de US$ 1,31 bilhão registrado em igual período do ano anterior.

Na mesma comparação, o lucro por ação subiu para US$ 1,17, de US$ 1,31

. Com ajustes, o ganho por ação ficou em US$ 1,06, em linha com o esperado por analistas.

A receita caiu 6,8%, a US$ 18,59 bilhões, prejudicada por variações cambiais, mas veio acima da projeção do mercado, de US$ 18,51 bilhões. A receita orgânica cresceu 4%.

A empresa norte-americana, que fabrica bebidas e produtos alimentícios, decepcionou, no entanto, ao prever lucro menor que o esperado. Em 2016, a PepsiCo espera que seu lucro principal fique em US$ 4,66 por ação, aquém da previsão de US$ 4,76 por ação dos analistas.

Por volta das 10h30 (de Brasília), as ações da empresa caíam 0,5% nos negócios do pré-mercado em Nova York.

A Venezuela, que responde por cerca de 2% do lucro e receita da PepsiCo, tem sido fator de preocupação para a companhia.

No último trimestre, a PepsiCo deu baixa contábil no valor de US$ 1,4 bilhão nos investimentos feitos no país e deixou de considerar as operações venezuelanas em seu balanço. 

Tópicos: Lucro, Pepsico, Empresas, Alimentação, Empresas americanas, Prejuízo