Tóquio - A Honda Motor disse que as fortes vendas de carros nos Estados Unidos e no Japão ofuscaram uma queda na Tailândia nos três meses encerrados em setembro, ajudando a montadora japonesa a ter um crescimento de 46 por cento no lucro líquido trimestral.

A Honda teve uma demanda mais forte que a esperada pelo Fit remodelado, cujas vendas se iniciaram no Japão em setembro. O carro é importante para os planos ambiciosos da empresa de elevar as vendas globais em cerca de 1,5 vez, para 6 milhões de veículos até o fim de março de 2017.

As fortes vendas nos EUA e no Japão ajudaram a Honda a ter um lucro líquido de 120,4 bilhões de ienes (1,2 bilhão de dólares), comparados com 82,2 bilhões de ienes um ano antes. O resultado veio abaixo da estimativa média de analistas, de 134,9 bilhões de ienes, apurada em pesquisa da Thomson Reuters I/B/E/S.

As vendas no Japão cresceram 2,6 por cento entre julho e setembro, na comparação anual, ajudadas pelo início das vendas do novo Fit em setembro. Nos Estados Unidos, as vendas cresceram 13,1 por cento na comparação anual, ajudadas pelas fortes vendas dos modelos Accord e Civic.

Na Tailândia, maior mercado de veículos do sudeste da Ásia, as vendas de julho a setembro caíram 21,8 por cento sobre um ano antes, com consumidores cancelando encomendas.

Tópicos: Balanços, Empresas, Honda, Montadoras, Empresas japonesas, Setores, Autoindústria, Indústria