São Paulo – Resultado da aquisição da Ally Financial do Brasil pela GM Financial – subsidiária da General Motors Company -, o Chevrolet Serviços Financeiros foi lançado, nesta terça-feira (22), ao mercado brasileiro. Agora, o objetivo deles é focar financiamento de carros, com planos voltados diretamente ao consumidor.

O processo de compra, anunciado em 2012, foi concluído no início deste mês e custou cerca de 4,2 bilhões de dólares.

Por trás da marca Chevrolet, o banco decidiu associar o logo da empresa de carros ao banco recém-criado, para consolidar a presença a marca e ganhar a confiança dos consumidores.

“A decisão de associar o logo Chevrolet à marca nascente é fundamental para fortalecermos ainda mais a presença de nossos produtos e serviços tanto para a Rede de Concessionárias como para os clientes Chevrolet”, afirma David Brinkman, diretor-presidente do Banco GMAC, entidade local da GM Financial.

No Brasil, o GMAC conta com 10 bilhões de reais em ativos. Já a GM Financial, contém 30 bilhões de dólares no mundo todo.

Com 95.000 clientes no Consórcio Nacional Chevrolet e 426.000 em produtos de financiamento, o banco GMAC, atualmente, está entre as 35 maiores instituições financeiras do Brasil, dentro de um ranking de cerca de 150 regularizadas junto ao Banco Central.

“Estamos presentes em 19 países e atendemos mais de 16.000 concessionárias, oferecendo serviços financeiros em mercados que cobrem 80% do território global de vendas da GM”, diz Brinkman.

Plano tranquilidade

O nascimento do banco ligado à Chevrolet levou os executivos da companhia a elaborar uma estratégia voltada à fidelização dos clientes.

Intitulado de “plano tranquilidade”, o banco pretende oferecer um amontoado de facilidades a quem quiser comprar um veículo zero quilômetro da Chevrolet – exceto Montana, S10, Tracker, Captiva, Trailblazer e Camaro.

A ideia da marca é oferecer um plano de financiamento de 24 ou 36 meses, com entradas a partir de 30% do valor do veículo e parcelas reduzidas. Ao final do plano, a “parcela tranquilidade”, correspondente a 20% ou 30% do valor do veículo financiado, poderá ser liquidada pelo cliente, refinanciada ou quitada pela Rede de Concessionárias Chevrolet.

Segundo Santiago Chamorro, presidente da General Motors, a tendência que inspira a montadora são os clientes, já que 80% das vendas são voltadas ao varejo, e grande parte delas são feitas através de financiamento.

“Um elemento importante para nós é a confiança do consumidor. As demonstrações que vemos nas ruas e o cenário econômico com os juros subindo, faz com que os clientes tenham receio. E essa conjuntura que inspira a GM neste momento”, garante Chamorro.

O plano que entrará em vigor no início de novembro, conta, também, com a possibilidade do consumidor realizar a manutenção do veículo até os 40 mil quilômetros rodados, o que inclui até quatro revisões e trocas de óleo.

De acordo com Hermann Mahnke, diretor de marketing da Chevrolet/GM do Brasil, a estratégia foi elaborada a partir de pesquisas de hábito com consumidores. “Um dos nossos objetivos foi buscar oferecer soluções viáveis e atraentes para nossos clientes, os quais queremos fidelizar cada vez mais à nossa marca”, conclui.

Tópicos: Bancos, Finanças, Carros, Autoindústria, Veículos, Chevrolet, GM, Guia de Carros, Empresas, Montadoras, Empresas americanas