São Paulo – Acionista da Camargo Corrêa e um dos empresários mais conhecidos do país, Fernando de Arruda Botelho morreu nesta sexta-feira, dia 13, em um acidente de avião na zona rural de Itirapina (SP), região de São Carlos, interior paulista. As circunstâncias ainda não foram divulgadas.

O executivo era casado com Rosana Botelho, uma das três filhas de Sebastião Camargo, fundador do grupo Camargo Corrêa. Foi vice-presidente do grupo e junto com os outros dois genros de Sebastião, Luiz Roberto Ortiz Nascimento e Carlos Pires Oliveira Dias, comandava as atividades do grupo. Atualmente, Botelho não tinha cargo administrativo na empresa.

Apaixonado por aviação, ele também fundou o Instituto Arruda Botelho, em Itirapina (SP), que em parceria com Sesi, Senai e USP construiu réplicas do Demoiselle, segundo avião criado por Santos Dumont --depois do 14 BIS.

Junto com ele na aeronave particular estava Sérgio Luiz Robattino, piloto da Morro Vermelho Taxi Aéreo, também morto no acidente. Por meio de comunicado, a Camargo Corrêa diz que ajudará as autoridades no processo de investigação sobre as causas do acidente, bem como assistir as famílias dos ocupantes da aeronave. 

Tópicos: Camargo Corrêa, Empresas, Construção civil e intermediação, Empresas brasileiras, Executivos, Gestão de negócios, Gestão, Liderança, Mortes