Nova York – O Alaska Air Group escolheu a Embraer para fornecer cerca de 60 aeronaves regionais à empresa — que pretende estender seus serviços para além de sua base Noroeste Pacífico, em mercados menores -, de acordo com duas pessoas familiarizadas com o assunto.

A proposta de encomenda de 30 aeronaves E175 e 30 opções adicionais está avaliada em mais de US$ 2,6 bilhões a preços correntes, embora as companhias aéreas recebam grandes descontos, tipicamente. Os aviões serão operados pela subsidiária regional do Alaska Air Group, Horizon Air.

Enquanto o contrato ainda não está finalizado, a companhia com sede em Seatle, nos Estados Unidos, selecionou a fabricante de aviões brasileira e agora entra em negociações exclusivas. A decisão veio na esteira da reunião de diretores da companhia, na quarta-feira, de acordo com fontes.

Um porta-voz da Alaska Air disse que a companhia permanece "no meio de um processo de competição para avaliar, e provavelmente escolher, uma aeronave regional de 76 assentos para a frota da Horizon. Nenhuma decisão final foi feita, nenhum documento foi assinado e nosso painel de diretores não aprovou nenhuma compra de aeronaves. Quando um acordo for assinado, serão informados em um comunicado".

A seleção da Embraer é um golpe significativo para a canadense Bombardier, que ofereceu seus jatos CRJ900 à companhia americana. Representantes da Embraer e da Bombardier não quiseram comentar o acordo.

Fonte: Dow Jones Newswires.

Tópicos: Aviação, Setores, Setor de transporte, Contratações, Gestão, Embraer, Empresas, Empresas de tecnologia, Empresas abertas