São Paulo - Eike Batista parece estar disposto a evitar um possível pedido de recuperação judicial da OSX e para isso pode injetar na empresa 100 milhões de reais . 

De acordo com informações do jornal Folha de S. Paulo, desta sexta-feira, o empresário teria sinalizado aos credores sua intenção de investir na companhia. Eike tem mais de 66% das ações da OSX.

Além do aporte do ex-bilionário, a OSX está tentando levantar cerca de 400 milhões de reais para quitar dívidas vencidas.O montante poderia vir de três diferentes fontes: de uma parceria com o grupo espanhol Dragados no porto do Açu, de um empréstimo junto aos bancos Santander e Votorantim e com a venda de equipamentos.

Se depender do BNDES, um dos credores da empresa, ela não também teria razões para pedir recuperação judicial. Segundo Luciano Coutinho, presidente do banco, a OSX tem ativos valiosos e precisa apenas de tempo para encontrar uma estratégia sensata para o seu atual problema.

Coutinho falou nesta semana com a imprensa após participar de reunião na Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit), no Rio de Janeiro, e sinalizou que deve renovar o prazo do empréstimo-ponte do estaleiro. A companhia tem o financiamento de 418 milhões de reais com o BNDES, a dívida vence no fim de novembro.

Tópicos: Eike Batista, OSX, MMX, Personalidades, Empresários, Empresas, Petróleo, gás e combustíveis, Recuperações judiciais