São Paulo - A Credicard anunciou hoje a a inauguração de um shopping virtual em parceria com o Comprafacil.com. O endereço reunirá mais de 50.000 produtos de lojas como Mania de Esporte, Cama & Banho, Pra Bebê e Mala de Ferramentas. A logística ficará por conta do Comprafacil.com, que já trabalhava com a base de clientes do Credicard há mais de oito anos. 

A ideia é ofertar condições diferenciadas aos portadores dos cartões Credicard, Citibank e Diners Club International. O acesso deverá ser estendido aos donos de outros cartões ainda no primeiro semestre deste ano, mas os benefícios permanecertão restritos aos clientes dos cartões da Credicard. A partir de hoje, eles terão 10% de desconto na compra de qualquer item. 

Segundo Leonel Andrade, presidente da Credicard, o "Shopping Credicard" passará a reunir gradualmente outros serviços que hoje são oferecidos pela empresa, como seguros, linhas de financiamento e entradas para shows e eventos. "Somos a marca de cartões mais associada a entretenimento no Brasil", afirmou em coletiva à imprensa.

Com a inauguração da plataforma de e-commerce, os ingressos dos shows do Roberto Carlos - que tem patrocínio exclusivo da Credicard - passarão, em breve, a serem vendidos no ambiente virtual. Ainda este ano, o Instituto Ayrton Senna também comercializará produtos e receberá doações dos usuários que encherem as sacolas no shopping. 

Números

No ano passado, os clientes da Credicard movimentaram 3,1 bilhões de reais em compras na internet. Para 2012, a expectativa é que este número alcance a casa dos 4 bilhões e que ao menos 5% dessa base - ou 200.000 milhões de reais - sejam revertidos em compras no shopping. A receita virá tanto de um percentual cobrado sobre as vendas quanto sobre a comercialização de espaços publicitários no site. 

"Apesar da nossa participação de mercado no setor de cartões não alcançar 9%, nossa representatividade no e-commerce é bem superior", disse Leonel Andrade. Segundo dados da e-bit, o total arrecadado com comércio eletrônico em 2011 chegou a 18,7 bilhões de reais. Apenas os clientes da Credicard movimentaram 16,5% desse montante. 

O motivo, aponta Andrade, é o perfil dos portadores dos cartões da empresa, que têm maior poder aquisitivo. De olho no apetite consumidor desses clientes, o presidente da Credicard espera abocanhar 20% das vendas feitas pela web nos próximos três anos. 

Tópicos: Cartões de crédito, Setor de cartões, Empresas, Citibank, Bancos, Empresas americanas, Citigroup, Internet