São Paulo - A CPFL Energia vê espaço para aumentar a alavancagem da empresa diante dos investimentos estimados para este ano e já começou a estudar as possibilidades de rolagem das dívidas que vencem em 2013.

"A gente está muito bem equalizado em termos de dívida... A expectativa é de que possa chegar a um pouco mais de 3 a 3,1 vezes (relação entre dívida líquida/Ebitda)", disse o diretor de Relações com o Mercado Investidor, Eduardo Takeiti, à Reuters nesta sexta-feira.

A CPFL encerrou o primeiro trimestre de 2012 com uma relação dívida líquida/Ebitda de 2,85 vezes, sendo que o limite estabelecido pela companhia é de uma relação de 3,75 vezes.

Segundo Takeiti, o grupo já tem os recursos necessários para a rolagem de dívidas que vencem em 2012 e começa agora a avaliar as possibilidades para rolar as dívidas que vencem em 2013. A empresa tem 1,2 bilhão de reais em amortizações em 2013, disse ele.

"Começamos a olhar o mercado para ver quando será o melhor momento (para acessar o mercado de dívida)", disse ao se referir às amortizações de 2013.

Segundo Takeiti, captações podem até ocorrer neste ano, mas dependerá das condições de mercado.

O projetado pela CPFL para 2012 é de cerca de 2,9 bilhões de reais.

A empresa divulgou no início de maio que registrou um lucro líquido de 423 milhões no primeiro trimestre, uma queda de 9,2 por cento na comparação anual.

Tópicos: CPFL, Empresas, Energia elétrica, Empresas brasileiras, Serviços, Empresas abertas, Dívidas empresariais