São Paulo – Em 2010, o lucro líquido da PDG Realty cresceu 60% na comparação com o ano retrasado. Os ganhos da construtora acumulados no ano atingiram 875 milhões de reais. Em 2009, o lucro da PDG somou cerca de 340 milhões de reais. Segundo Zeca Grabowsky, presidente da construtora, o ano foi bastante positivo. “Mas a aquisição da Agre, em maio de 2010, foi o grande destaque”, afirmou o executivo em teleconferência, com analistas, nesta terça-feira (22/3).

No ano passado, A PDG lançou 214 empreendimentos, o que dá em média quatro lançamentos por final de semana. “Nossas metas foram cumpridas e conseguimos atingir o guidance de vendas programadas para o ano”, afirmou Grabowsky.

Os lançamentos somaram mais 7 bilhões de reais. A previsão de VGV da construtora era entre 6,5 bilhões de reais e 7,5 bilhões de reais. Mais de 90% deles eram voltados para classe média e média baixa. “A maior concentração de lançamentos, 27,2%, está em São Paulo e Grande São Paulo, região onde a Agre já mantinha forte presença”, disse o executivo.

A receita líquida da construtora, em 2010, atingiu 5,8 bilhões de reais. Na comparação com o ano retrasado, o faturamento cresceu 64%. Já o ebitda (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado da construtora atingiu 1,475 bilhão de reais, crescimento de 71% na comparação com 2009.

A PDG Realty está presente em 17 estados brasileiros, além do Distrito Federal. Neste ano, o foco da companhia vai continuar sendo a baixa renda

Tópicos: Agre, Empresas, Fusões e aquisições, Aquisições de empresas, Expansão, Fusões, Indústria da construção, Setores, Indústrias em geral, Indústria, Investimentos de empresas, Lucro, PDG, Construção civil e intermediação, Vendas