São Paulo - O Cinemark terá que ceder 1.200 vouchers contendo um ingresso, uma pipoca e um refrigerante, além de 400 bilhetes avulsos para sessões de cinema, a entidades que atendem crianças e adolescentes em situação de risco social.

A doação é uma alternativa ao pagamento de cerca de 37.000 reais em multa pelo descumprimento de um Termo de Ajuste de Conduta firmado com o Ministério Público do Trabalho de Campinas, em novembro de 2013.

A rede de cinemas havia se comprometido a não manter funcionários menores de 18 anos trabalhando após as 22h, mas não seguiu o combinado.

O atuação noturna de menores fere tanto as leis trabalhistas quanto o Estatuto da Criança e do Adolescente.

“A reversão da multa nos termos acordados foi proposta pelo próprio MPT na expectativa de conferir momentos de lazer a crianças e jovens cujo cotidiano é tomado por dificuldades das mais diversas”, explicou Éverson Rossi, procurador responsável pelo acordo, em nota.

Os vouchers e ingressos poderão ser utilizados em qualquer cinema da rede, até abril de 1016. As instituições que vão recebê-los serão indicadas pelo MPT de Campinas.

Caso o Cinemark descumpra o acordo, terá de pagar a multa, com valor ampliado em 50%.

Procurada, a companhia não retornou o contato. 

Tópicos: Cinema, Setores, Arte, Entretenimento, Gestão de negócios, Gestão, Legislação, Leis trabalhistas, Ministério Público