São Paulo – O Santander Brasil divulga nessa quinta-feira seu balanço com os resultados do terceiro trimestre e o mercado já começou a fazer suas apostas. Queda na inadimplência e melhora na qualidade dos ativos estão entre as expectativas dos analistas das corretoras.

"Provavelmente, a qualidade dos ativos será a principal boa notícia do trimestre para o banco", afirma o Itaú BBA. Em relatório assinado por Thiago Batista e Regina Sanchez, a corretora prevê que as despesas administrativas e de pessoal do banco no período devem aumentar. No segundo trimestre, elas corresponderam a um gasto de quase 4 bilhões de reais.

De acordo com a Bradesco Corretora, o Santander deve registrar uma melhora no lucro - apesar do retorno sobre patrimônio abaixo da média do setor bancário. Retorno sobre patrimônio é a capacidade de uma companhia de crescer a partir de seus próprios recursos - sem precisar do dinheiro de terceiros.

"Temos expectativa de que o nível de inadimplência continuará apresentando melhora no trimestre, impulsionado pelo segmento de pessoa física", afirma ainda o informe assinado por Aloisio Lemos.

No fim de setembro, o Santander anunciou uma mudança na sua estrutura de capital para tentar ganhar mais rentabilidade, um dos principais pontos fracos da instituição. Além disso, o 4º maior banco do Brasil também sofre com altos índices de inadimplência - mas conseguiu fechar o primeiro semestre entre as 20 empresas mais lucrativas do país.

Tópicos: Balanços, Corretoras, Santander, Bancos, Empresas, Empresas espanholas, Empresas abertas