Apple é a companhia mais inovadora do mundo, mas não é a que mais investe em pesquisa e desenvolvimento

São Paulo -  As companhias mais inovadoras do mundo não são necessariamente as que mais investem em pesquisa e desenvolvimento (P&D). Investir recursos em novas ideias, apesar de muito importante, não garante resultados, caso outras medidas não forem tomadas. É o que revela uma pesquisa divulgada recentemente pela Booz & Company. A Apple, que conquistou o topo da lista de inovação, ocupa somente a 43ª posição no ranking de volume de recursos gastos. 

Para o estudo, a consultoria levantou quais foram as mil empresas de capital aberto que mais investiram em pesquisa e desenvolvimento durante o último ano fiscal, até 30 de junho de 2013, e compararam esse ranking com a opinião de especialistas. Cerca de 400 executivos seniores e profissionais de P&D de mais de 350 corporações de todo o mundo foram consultados e apontaram quais empresas eles consideravam as mais inovadoras.  

Em um questionário online, eles disseram como suas companhias usam ferramentas digitais em cada estado do processo de inovação, a eficácia desses instrumentos, quanto eles gastaram, os fatores que os levaram ao êxito e a sua percepção da performance financeira da empresa. "Além disso, foi levado em conta se a empresa tem um projeto de inovação estruturado ou não, se há metas pré-determinadas para ele, se há metas fixadas para ele, se há pessoal dedicado para isso e se é parte do modelo de negócios", explica Fernando Fernandes, sócio da Booz  & Company. Veja o ranking das dez mais inovadoras:

Tópicos: Empresas, Inovação, Pesquisa e desenvolvimento