São Paulo - A gigante americana Heinz fechou a compra da fabricante de alimentos Quero Alimentos, na manhã desta quarta-feira (2/3), num acordo que avalia a brasileira em cerca de um bilhão de reais. A transação marca a entrada da tradicional fabricante de ketchup no mercado brasileiro - até hoje, os produtos da empresa são vendidos por meio de distribuidoras. Num primeiro momento, a Heinz adquirirá 80% do capital da Quero, com opção de comprar o restante.

Em encontro com analistas na Flórida, realizado no dia 24 de fevereiro, o presidente da empresa, William Johnson, disse que a companhia estava avaliando oportunidades em mercados emergentes como Brasil e Vietnã. “Nunca vi tantas oportunidades nessas regiões como estou vendo agora”, disse ele. Segundo Johnson, até 2016 os mercados emergentes representarão cerca de um terço do faturamento total da empresa, presente em 200 países. Em novembro passado, a Heinz comprou a chinesa fabricante de molhos Foodstar.

A Quero Alimentos, fundada em 1985 na cidade de Jundiaí, no interior paulista, transferiu suas operações cinco anos depois – com sua única unidade fabril -- para Nerópolis (GO). A companhia tem grande participação nos segmentos de molho de tomate, ervilhas, azeitonas, feijão pronto, ketchup e temperos, entre outros itens. O presidente da Quero Alimentos é Salvador Paoletti, filho do empresário Carmello Paoletti, fundador da Etti, uma das maiores empresas de processamento de tomates e condimentos, hoje pertencente à Hypermarcas.

Tópicos: Acordos empresariais, Alimentação, Fusões e aquisições, Aquisições de empresas, Heinz, Empresas, Empresas americanas