Pressa em vender

São Paulo - O banco BTG Pactual confirmou a venda de sua subsidiária suíça, o banco BSI, ao também suíço EFG International, por cerca de 1,34 bilhão de dólares. A operação é a mais recente de uma série de vendas que o banco tem feito desde novembro do ano passado.

Desde a prisão do ex-presidente do grupo, André Estevespela Operação Lava Jato, o BTG tem pressa para vender ativos para aumentar sua liquidez e diminuir sua exposição a crédito.

Em relatório divulgado ontem, 21, o BTG Pactual afirmou que o banco terminou o ano com 266,1 bilhões de reais de ativos totais, uma queda de 12% em comparação a 30 de setembro de 2015.

Além do banco BSI, o BTG já vendeu a Rede D’Or de hospitais, participações em empresas e carteiras de crédito bilionárias. Confira nas imagens o que o BTG Pactual já vendeu.

Tópicos: André Esteves, Personalidades, Empresários, Banqueiros, Bilionários brasileiros, Fusões e aquisições, Aquisições de empresas, Bancos, Finanças, Empresas, BTG Pactual, Holdings, Empresas abertas, Bancos de investimentos