Noma e a falta de água quente

São Paulo – As 63 pessoas que passaram mal após comer no restaurante Noma, considerado o melhor do mundo pela revista Restaurant, não foram as primeiras, nem serão as últimas a sofrer com alimentos contaminados.

Seja por deslizes durante o preparo em restaurantes ou falhas no processo industrial dos alimentos, várias empresas já mancharam sua reputação pelo mesmo motivo que hoje o Noma vê sua hegemonia como melhor do mundo ameaçada.

No caso do Noma, essencialmente, o incidente aconteceu por falta de medidas mais rígidas de higiene e falhas na cultura de contaminação. Por ora, o estabelecimento prometeu reembolso às vítimas ou outra refeição no local. Veja outros casos semelhantes (ou piores) nas próximas páginas:

Tópicos: Alimentos, Contaminação de alimentos, Doenças, Heinz, Empresas, Empresas americanas, Noma, Pepsico, Alimentação, Reputação de empresas, Gestão