São Paulo — O empresário Eike Batista não é o homem mais rico do Brasil desde esta sexta-feira, de acordo com a Bloomberg. O dono da maior fortuna do país agora é Jorge Paulo Lemann, também empresário.

O ranking da publicação americana, atualizado diariamente, colocou ontem Eike Batista em 38º lugar entre as pessoas mais ricas do mundo, dois degraus abaixo de Lemann, o primeiro brasileiro a aparecer na lista. A diferença entre as fortunas é de aproximadamente 400 milhões de dólares (18,9 bilhões para Lemann e 18,5 para Eike).

A seguir mostramos quais são e quanto rendem os negócios apontados pela Bloomberg como os mais importantes do novo homem mais rico do Brasil.

AB InBev

Junto a seus sócios Beto Sicupira e Marcel Telles, Lemann é um dos controladores da AB InBev, a maior fabricante de cervejas do mundo. Dona de marcas como Stella Artois, Budweiser, Brahma, Skol e Antarctica, a empresa lucrou 1, 84 bilhões de dólares apenas no terceiro trimestre.

Burger King

O 3G Capital, fundo de Lemann, Telles e Sicupira também é dono do Burger King, comprado em 2010 por 3,3 bilhões de dólares. Depois que assumiram, os brasileiros colocaram o compatriota Bernardo Hees no comando e enxugaram os gastos, cortando as despesas em 42%.

É verdade que os últimos resultados não foram os melhores possíveis: queda de 83% na renda, de 38,8 milhões de dólares para 6,6 milhões. A redução, no entando já era esperada, uma vez que a empresa se desfez de lojas e passou a franquear mais, esperando retorno no longo prazo.

Lojas Americanas

Um dos mais antigos negócio do bilionário, a Lojas Americanas, uma das maiores redes de varejo do Brasil, é outro investimento que ajuda a garantir Lemann no topo da lista da Bloomberg. Apenas no segundo trimestre de 2012, foram 37,7 milhões de reais de lucro.

Os resultados da rede, aliás, só não são melhores por causa da B2W, empresa que tem 59,6% das ações nas mãos da Americanas. Dona das marcas de e-commerce Americanas.com, Submarino e Shoptime.com, a B2W teve um prejuízo quase igual ao lucro da Lojas Americanas no segundo trimestre: 38,9 milhões de reais.

São Carlos

Provavelmente a empresa menos famosa da lista, a São Carlos Empreendimentos e Participações SA é a empresa imobiliária controlada por Lemann. Com sede no Rio de Janeiro, ela tem uma filosofia de negócios que se resume em cinco passos: aquisição, melhoria do imóvel, aumento da receita com aluguel, valorização e venda ou manutenção na carteira.

Apenas em 2011 foram 360 milhões de reais em receita (227 milhões com aluguéis e o restante com vendas). No fim do ano passado, a empresa tinha 412 mil metros quadrados para alugar.

Tópicos: AB InBev, Empresas, Empresas belgas, B2W, Lojas Americanas, Varejo, Comércio, Empresas brasileiras, Empresas de internet, Burger King, Comida rápida, Hotelaria e Restaurantes, Eike Batista, OSX, MMX, Personalidades, Empresários, Jorge Paulo Lemann, Bilionários brasileiros, Imóveis comerciais e shoppings, São Carlos Empreendimentos