1ª: Petrobras

Faturamento no 3%26ordm; trimestre: R$ 73,7 bilh%26otilde;es

A produ%26ccedil;ão da gigante estatal no Brasil recuou para uma média de 1,843 milhão de barris diários de petróleo em setembro, a menor desde abril de 2008 e a empresa teve que reajustar o preço da gasolina e diesel no período entre julho e setembro. Com isso, o faturamento da Petrobras chegou a 73,793 bilhões de reais, valor 16,1% acima em igual a comparação. O Ebitda do período somou 14,375 bilhões de reais, 12,5% menos que o terceiro trimestre do ano passado, mas 36% mais que o apresentado no trimestre anterior. Na comparação anual, o resultado veio 12,1% menor. E no acumulado dos nove primeiros meses do ano, o ganho da Petrobras não chegou a metade do lucro embolsado em 2011.

Tópicos: Ambev, Bebidas, Empresas, Bebidas e fumo, Empresas belgas, Empresas abertas, Balanços, Faturamento, Gerdau, Siderúrgicas, Siderurgia, Siderurgia e metalurgia, Empresas brasileiras, JBS, Carnes e derivados, Petrobras, Capitalização da Petrobras, Estatais brasileiras, Petróleo, gás e combustíveis, Empresas estatais, Indústria do petróleo, Vale, Mineração