Nokia registra perda de 766 milhões de euros em 2016

Para 2017, o grupo espera melhorar a rentabilidade de sua divisão de redes

A finlandesa Nokia, que já foi líder do setor de telefonia celular, anunciou nesta quinta-feira um prejuízo líquido de 766 milhões de euros em 2016, atribuído ao custo da compra da Alcatel-Lucent.

“2016 foi um ano de transição para a Nokia, marcado pela compra da ex-concorrente franco-americana Alcatel-Lucent, em um contexto de investimentos reduzidos nas economias e estagnados nos mercados maduros”, afirmou o presidente executivo da empresa, Rajeev Suri.

A Nokia prevê um exercício adverso em 2017 com queda prevista do volume de negócios da Nokia Networks. O grupo espera, no entanto, melhorar a rentabilidade de sua divisão de redes.