Nissan pode começar ofensiva de vendas no Brasil

No começo de junho, o jornal japonês Nikkei afirmou que a montadora planeja produzir carros subcompactos a partir de 2013

Tóquio – O executivo-chefe da japonesa Nissan Motor, Carlos Ghosn, indicou que a companhia pretende fazer uma ofensiva de vendas no Brasil, mas não forneceu mais detalhes sobre os planos. Ghosn disse apenas que haverá um anúncio “dentro das próximas semanas para acelerar nosso crescimento no Brasil”. No começo deste mês, o jornal japonês Nikkei afirmou que a Nissan planeja produzir carros subcompactos no País a partir de 2013.

Durante um evento promovido pela Thomson Reuters Newsmaker em Tóquio, Ghosn – que também é executivo-chefe da francesa Renault – afirmou ainda que o volume de produção da Nissan está quase de volta ao normal, depois dos problemas sofridos com o terremoto e o tsunami de 11 de março no Japão. No entanto, o executivo alertou que a produção total não será atingida até outubro.

Com a produção voltando ao normal mais rapidamente do que o esperado, Ghosn prevê que as vendas globais serão “significativamente maiores” do que as de 4,19 milhões de unidades registradas no ano passado.

Sobre a estratégia de crescimento na China, a Nissan quer lançar seu negócio de carros elétricos no maior mercado de automóveis do mundo, informou Ghosn. No entanto, a empresa precisa saber primeiro quais políticas serão implementadas para veículos movidos a bateria, incluindo como os incentivos para vendas serão introduzidos para estimular a demanda. Ghosn espera que o governo chinês anuncie tais políticas nos próximos meses. As informações são da Dow Jones.