Neoenergia prevê investir R$ 3,8 bilhões em 2012

Recursos serão destinados à ampliação e melhoria da qualidade da rede de distribuição

Rio de Janeiro – A Neoenergia anunciou que investirá R$ 3,8 bilhões em 2012, um aumento de 81% em relação a este ano. O principal foco de destinação dos recursos será na ampliação e na melhoria da qualidade da rede de distribuição na região onde detém concessões e na diversificação de fontes de energia limpas, como a geração hidráulica e eólica.

Por meio de nota, a Neoenergia informou que aprovou um orçamento de R$ 1,9 bilhão para distribuição de energia, sendo R$ 804 milhões na ligação de 400 mil novos clientes e expansão da rede com a construção de 10 novas subestações; R$ 571 milhões no Programa Luz Para Todos de eletrificação rural, com a ligação de 25 mil novos consumidores rurais; R$ 413 milhões na manutenção da qualidade da rede existente; e R$ 76 milhões na melhoria de infraestrutura.

Em geração, os investimentos em 2012 vão somar outros R$ 1,9 bilhão. O orçamento vai se concentrar na ampliação de seu parque gerador. Além dos 1.588 MW em operação, estão em construção as usinas hidrelétricas de Teles Pires (1.820 MW), onde a Neoenergia tem 50,1% de participação, e Belo Monte (11.233 MW), com participação de 10%. O Grupo arrematou ainda em leilão de transmissão a concessão para instalação da subestação de 230/69 kV Extremoz, com valor de investimento previsto de R$ 22 milhões.

Em nota, o presidente da Neoenergia, Marcelo Corrêa, afirmou que o nível de investimentos do grupo vem sendo crescente e isso é possível graças à sua solidez financeira, ao esforço conjunto dos seus acionistas, à dedicação do corpo de colaboradores e fornecedores de bens e serviços, ao apoio das agências de financiamento, à segurança institucional do País e, acima de tudo, à crença na economia brasileira.

O grupo é controlador das distribuidoras Coelba, Celpe e Cosern, localizadas nos estados da Bahia, de Pernambuco e do Rio Grande do Norte, de geradoras hidrelétricas, térmicas e eólicas, de transmissoras e da comercializadora NC Energia.