Dólar R$ 3,28 0,12%
Euro R$ 3,67 0,13%
SELIC 11,25% ao ano
Ibovespa -0,05% 63.227 pts
Pontos 63.227
Variação -0,05%
Maior Alta 22,54% JBSS3
Maior Baixa -4,09% CYRE3
Última atualização 25/05/2017 - 17:21 FONTE

Na Oi, Tanure indica ex-ministro Hélio Costa para conselho

Fundo Société Mondiale, ligado ao investidor, indicou dois novos membros titulares e quatro suplentes na noite de ontem

São Paulo – Depois de aumentar sua participação na Oi, que fez o maior pedido de recuperação judicial da história do país, o fundo Société Mondiale, ligado ao investidor Nelson Tanure, indicou dois novos membros titulares e quatro suplentes ao conselho de administração da companhia. 

A informação foi divulgada por meio de fato relevante na noite de ontem. 

As vagas foram preenchidas pelo ex-ministro das Comunicações Hélio Costa e pelo ex-presidente do BNDES Demian Fiocca. Nelson Tanure e seu filho Nelson Queiroz Tanure, além de Pedro Grossi Júnior e Blener Mayhew, ficaram como substitutos. 

Os nomes serão encaminhados para anuência na Anatel. 

No início da semana, Marcos Grodetzky renunciou ao posto que mantinha no conselho da companhia sem dar explicações sobre o motivo. Ele já havia sido diretor financeiro da Oi e era alvo de um pedido de destituição feito pelo fundo Société Mondiale.

Em agosto, o ex-ministro teria enviado um e-mail para os portugueses da Pharol, sócios na Oi, dizendo que o governo preferia Tanure na liderança da companhia, segundo a coluna Radar, de Veja.

Na ocasião, ele respondeu afirmando que “o caso Oi não tem dois lados. O único lado é o do interesse do Brasil por um empresa estratégica para as comunicações e a segurança nacional”.

Com uma dívida de R$ 65 bilhões, a Oi entrou com o pedido de recuperação judicial em junho deste ano. Na semana passada, a companhia apresentou um plano, que não agradou os credores