MP da Colômbia investiga entidades estatais por caso Odebrecht

Uma equipe especial de procuradores e investigadores da Direção da Procuradoria Nacional Especializada contra a Corrupção participou destas operações

Bogotá – O Ministério Público da Colômbia informou ter realizado nesta quinta-feira uma série de operações em várias entidades públicas do país com o objetivo de obter provas do escândalo de propinas envolvendo a construtora Odebrecht.

Uma equipe especial de procuradores e investigadores da Direção da Procuradoria Nacional Especializada contra a Corrupção participou destas operações, segundo um comunicado divulgado pelo Ministério Público.

O governo da Colômbia solicitou ontem ao Departamento de Justiça dos Estados Unidos informações que relacionem funcionários públicos e contratos do país com propinas pagas pela Odebrecht, além de ter pedido ao Ministério Público para investigar o caso.

Segundo documentos divulgados ontem pelas autoridades americanas, a Odebrecht pagou aproximadamente US$ 788 milhões em propinas em 12 países da América Latina, entre eles a Colômbia.

Neste sentido, o MP acrescentou que abriu uma investigação “com base nas informações públicas emitidas pelas autoridades dos Estados Unidos” e acionou os mecanismos de cooperação judicial com o país “para obter informações valiosas que permitam esclarecer os fatos revelados”.