Monsanto cortará 2.600 empregos nos próximos 18 a 24 meses

A Monsanto somente indica que deixará a atividade com a cana de açúcar e espera poupar 400 milhões de dólares graças ao plano de reestruturação

A gigante americana da biotecnologia e agroquímica Monsanto anunciou nesta quarta-feira que, nos próximos 18 a 24 meses, suprimirá 2.600 empregos para fazer economia, no atual contexto de queda dos preços das matérias-primas agrícolas.

A empresa não divulgou detalhes sobre as regiões ou cargos afetados.

A Monsanto somente indica, em seu comunicado, que deixará a atividade com a cana de açúcar e espera poupar 400 milhões de dólares graças ao plano de reestruturação.

As supressões de emprego acontecem depois do anúncio de resultados financeiros decepcionantes no quarto trimestre de seu exercício 2015.

Neste período, a Monsanto perdeu 495 milhões de dólares devido à queda de preço dos grãos e os importantes gastos jurídicos de sua reestruturação.

No conjunto do ano, o lucro líquido do grupo especializado em transgênicos caiu 15,5%, a 2,31 bilhões de dólares. Além disso, o volume de negócios caiu 5,4%, a 15 bilhões de dólares.