Maior empresa da Grécia, engarrafadora da Coca vai pra Suíça

Segundo a segunda maior engarrafadora da Coca-Cola no mundo, o impacto material sobre o país será limitado. Analistas, no entanto, veem essa decisão como uma má notícia

Atenas – A Coca Cola Hellenic está deixando a Grécia, anunciou nesta quinta-feira a maior companhia do país, que sofre mais um duro golpe na economia com essa transferência para a Suíça com listagem em bolsa.

Segundo a segunda maior engarrafadora da Coca-Cola no mundo, o impacto material sobre a Grécia será limitado, já que as operações gregas da CCH –5 por cento do total– não terão mudanças. Analistas, no entanto, veem essa decisão como uma má notícia para o país, que está penando para competir dentro da zona do euro.

A CCH, que já faz parte do mercado secundário de ações de Londres e Nova York, informou à Bolsa de Atenas que os acionistas vão trocar ações por papéis da Coca Cola HBC AG, que tem sede na Suíça e será listada no mercado principal da Bolsa de Londres.

“Uma listagem primária na maior bolsa da Europa reflete melhor a importância internacional da CCH”, afirmou a companhia à Bolsa de Atenas.

A companhia, em que a norte-americana The Coca-Cola Co tem 23 por cento de participação, engarrafa Cola-Cola e outras bebidas em 28 países, da Rússia à Nigéria. Cerca de 85 por cento dos acionistas e das operações da CCH estão fora da Grécia.

O analista Manos Hatzidakis, da Beta Securities, afirmou em Atenas que a decisão é coerente com a companhia. O grupo grego de laticínios Fage tomou a mesma decisão neste mês, atrás de um base de menos impostos e volatilidade. A Fage foi para Luxemburgo.

“A Bolsa de Atenas está perdendo uma ótima companhia e a de Londres está ganhando um grupo muito importante. É uma notícia muito ruim para a economia grega e para a bolsa”, afirmou Hatzidakis.

A CCH é a maior companhia grega em valor de mercado, de quase 6 bilhões de euros (7,7 bilhões de dólares), o que representa quase 20 por cento do total da Bolsa de Atenas. A CCH deixará a bolsa grega e depois tentará voltar, mas no mercado secundário.