Maior aposta da Boeing chega ao Paris Air Show

Modelo da família 787 Dreamliner terá lançamento especial por seu maior cliente, a All Nippon Airways

São Paulo – Nesta quarta-feira (22/6), a Boeing e a All Nippon Airways (ANA), maior companhia de aviação do Japão, farão um lançamento especial do modelo 787-8, da família 787 Dreamliner, grande aposta da Boeing para o mercado de aviação. Com mais de 800 pedidos em andamentos de cerca de 50 companhias diferentes, a ANA é a maior delas com 55 aeronaves encomendadas.

A família Boeing 787 é composta por aviões de longo alcance, com capacidade entre 210 e 330 passageiros, dependendo do modelo.  Trata-se da primeira linha de aeronaves fabricada com material composto e fibra de carbono, o que a torna mais leve. Um modelo da família 787 é capaz de economizar até 20% os gastos com combustíveis e ser 60% mais silencioso do que qualquer outro jato.

Apresentado oficialmente em julho de 2007 ao mundo, a família 787 vem sendo desenvolvida pdesde 2003 e tinha como objetivo substituir os modelos 777. As primeiras entregas estavam previstas para acontecer há pelo menos três anos, mas devido ao grande número de pedidos e a falta de fornecedores para a construção das máquinas, elas precisaram ser adiadas pelo menos sete vezes pela Boeing.

Com isso, a Boeing acabou perdendo diversas encomendas, mas não desistiu de tornar a linha o carro chefe da companhia.

Projeto

A ideia da Boeing, a princípio, seria de construir os modelos 787 do mesmo modo que as montadoras constroem carros, com uma linha de montagem modular. Há cerca de dez dias, a Boeing inaugurou, na Carolina do Sul (EUA), a planta fabril onde serão construídos todos os modelos da família 787 para colocar em prática seu objetivo inicial. Dentro de dois anos, a Boeing  estima produzir dez aviões por mês. Atualmente ela produz dois.

Segundo Jack Jones, vice-presidente e gerente geral da Boeing, éda fábrica na Carolina do Sul que todos os clientes irão receber as encomendas dos modelos 787s. “Estamos ansiosos para entregar um a um aos nossos clientes os aviões mais avançados tecnologicamente da história da aviação”, disse o CEO, em nota divulgada à imprensa recentemente.

O primeiro voo comercial da família 787 deve acontecer entre agosto e setembro deste ano pela ANA. O desejo da companhia japonesa de começar a operar um avião 787 é grande, tanto que a empresa, em seu site, montou um espaço especial apenas para falar sobre a família Dreamliner, resta saber se a Boeing vai mesmo conseguir, desta vez, entregar no prazo o pedido.