Lufthansa procura 3.000 novos empregados apesar de conflitos

A Lufthansa informou hoje que necessita de 2.200 novos auxiliares de voo, dos quais 1.400 trabalharão diretamente nos aeroportos de Frankfurt e Munique

Frankfurt – A companhia aérea alemã Lufthansa procura neste ano 3.000 novos empregados apesar dos conflitos salariais que ainda tem com parte de sua força de trabalho, como os pilotos.

A Lufthansa informou hoje que necessita de 2.200 novos auxiliares de voo, dos quais 1.400 trabalharão diretamente nos aeroportos de Frankfurt e Munique e o restante na filial de voos de baixo custo Eurowings e na Austrian e na Swiss Airlines.

Ao mesmo tempo, a Lufthansa vai reduzir postos de trabalho na área técnica e na filial de “catering” LSG, como já tinha anunciado.

Os pilotos da companhia aérea alemã Lufthansa aceitaram em meados de dezembro negociar com a companhia o convênio coletivo mediante um mediador e não aderiram a greves até o final de janeiro.