Lucro líquido da TAM recua 21% para R$100,9 mi no 1º tri

Aérea lucrou 100,9 milhões de reais, ante 128,8 milhões de reais obtidos no mesmo período do ano passado

Rio de Janeiro – A companhia aérea TAM encerrou o primeiro trimestre do ano com lucro líquido de 100,9 milhões de reais, ante 128,8 milhões de reais obtidos no mesmo período do ano passado.

A companhia lançou na quinta-feira uma oferta pública de permuta de ações que resultará na absorção da empresa brasileira pela chilena LAN, no último passo para a criação de uma das maiores empresas aéreas do mundo.

Não foi possível estabelecer uma previsão para o resultado final da companhia, visto que três analistas consultados pela Reuters previram lucro de 41 milhões a 129 milhões de reais. Um previu prejuízo de 41 milhões de reais.

O Ebitdar -sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, depreciação, amortização e leasing de aeronaves- totalizou 298,2 milhões de reais, ante 380,5 milhões obtidos entre janeiro e março de 2011.

O resultado ficou abaixo da previsão média dos analistas, que era de um Ebitdar de 400 milhões de reais.

Já a receita líquida da maior companhia aérea do Brasil foi de 3,228 bilhões de reais, alta de 6,1 por cento na comparação anual e levemente acima da previsão de 3,207 bilhões de reais.


No primeiro trimestre, o yield da companhia (indicador do preço das tarifas) mostrou acréscimo de 2,7 por cento ante os mesmos meses de 2011 e queda de 11,6 por cento em relação ao quarto trimestre do ano passado.

A TAM informou ainda que a receita por assento por quilômetro, o chamado Rask, mostrou incremento de 2,2 por cento no primeiro trimestre em relação aos mesmos meses de 2011 e queda de 10 por cento ante o quarto trimestre, para 16,3 centavos de real.

Já o custo por passageiro (Cask), registrou aumento de 6,8 por cento ante o primeiro trimestre de 2011 e recuo de 1,1 por cento ante o quarto trimestre, para 16,4 centavos de real.

Porém, quando se exclui custos com combustível, o Cask subiu 2 por cento na comparação anual e teve queda de 3,4 por cento sobre o quarto trimestre de 2011.