Lucro líquido da P&G cai para US$ 2,15 bilhões no 1º tri

Excluindo custos com reestruturação e outros itens não recorrentes, os ganhos por ação foram de US$ 0,92.

Nova York – O lucro líquido da Procter & Gamble caiu para US$ 2,15 bilhões (US$ 0,75 por ação) no primeiro trimestre deste ano, de US$ 2,61 bilhões (US$ 0,90 por ação) no mesmo período do ano passado.

Excluindo custos com reestruturação e outros itens não recorrentes, os ganhos por ação foram de US$ 0,92.

A receita da empresa diminuiu para US$ 18,14 bilhões, de US$ 19,64 bilhões na mesma comparação.

Analistas consultados pela Thomson Reuters previam lucro por ação de US$ 0,92 e receita de US$ 18,49 bilhões.

No pré-mercado em Nova York, as ações da empresa – que integram o índice Dow Jones – caíam 0,81%.

A fabricante de produtos de consumo classificou o enfraquecimento geral das moedas estrangeiras em relação ao dólar como “sem precedentes” e declarou que a valorização do dólar provocou queda em todos os seus principais segmentos de negócios.

No primeiro trimestre, o câmbio externo reduziu as vendas da empresa em 8 pontos porcentuais.

Para contrabalançar o impacto do dólar mais forte, a dona das marcas Gillette e Pampers está cortando custos, incluindo a redução de pessoal e de gastos com marketing.

A empresa também está elevando os preços e trocando as fontes de matéria-prima, mas essas ações levam tempo para gerar efeitos no resultado final. Fonte: Dow Jones Newswires.