Lucro do BG Group, controlador da Comgás, sobe 25%

Grupo britânico participa da exploração do pré-sal e se beneficiou dos altos preços da energia, que elevaram seu balanço

Londres – O BG Group, companhia britânica que controla a Comgás e que participa da exploração do pré-sal, informou hoje que teve um aumento de 25% no lucro líquido do terceiro trimestre em comparação com o mesmo período do ano passado, graças à continuação dos altos preços da energia. Porém, a capacidade da empresa de se beneficiar disso foi um pouco dificultada pelos elevados custos de manutenção de um campo de petróleo no Mar do Norte.

Nos três meses encerrados em setembro, o BG Group obteve lucro de US$ 1,06 bilhão, contra US$ 849 milhões no terceiro trimestre de 2010. Ajustado por custos excepcionais ou benefícios não derivados das operações regulares, o lucro do BG para o trimestre foi de US$ 1,02 bilhão, acima da média das previsões de uma pesquisa da agência Dow Jones com 13 analistas, que apontava lucro de US$ 980 milhões. A empresa britânica elevou a estimativa de lucro da sua divisão de gás natural liquefeito (GNL) no ano, para US$ 2,4 bilhões.

Segundo a companhia, seus resultados foram afetados pela falta de produção do valioso campo Buzzard, no Mar do Norte, submetido a reparos em grande parte do período, bem como pelo período de recesso na usina de gás natural liquefeito em Trinidad, na qual o BG mantém uma participação substancial.

A produção total de petróleo e gás do grupo foi de 617 mil barris por dia, com um pequeno aumento de 1% sobre a produção do terceiro trimestre do ano passado. Os analistas esperavam produção de 619 mil barris/dia. A receita total subiu 22,4%, para US$ 5,39 bilhões, de US$ 4,41 bilhões no terceiro trimestre de 2010.

Comgás

Na Comgás, distribuidora de gás no Estado de São Paulo, excluindo o efeito da recuperação do custo do gás, o lucro operacional total aumentou em 42%, para US$ 153 milhões, como resultado de margens mais altas e movimentos cambiais favoráveis. Considerando o efeito da recuperação do custo do gás, o lucro da Comgás ficou em US$ 130 milhões, 34% abaixo dos US$ 197 milhões do terceiro trimestre de 2010.

O BG Group informou ainda que, durante o trimestre, a Comgás repassou aos clientes US$ 72 milhões da recuperação do custo do gás, comparado a um repasse de US$ 67 milhões no mesmo período de 2010. Ao final do trimestre, restavam US$ 4 milhões a serem repassados.


Campos de Lula

Os problemas de produção de petróleo e gás do BG Group são apenas uma questão de curto prazo e a empresa continua no caminho para entregar um crescimento de produção mais alto do que a maioria do setor no longo prazo, disse o presidente executivo do grupo, Frank Chapman.

No Brasil, por causa de problemas com válvulas, apenas um dos três poços do campo Lula, na Bacia de Santos, está em operação, mas todos devem estar operando até o fim do ano, afirmou o executivo em uma conferência de apresentação de resultados hoje.

Após alguns fechamentos para manutenção no Mar do Norte no terceiro trimestre, o BG Group precisa de um desempenho sem defeito desses campos no quarto trimestre para atingir sua meta de produção do ano, disse Chapman. Ele declarou ainda que um número significativo de novos projetos entrará em operação em 2012, de forma que o BG permanece no caminho “para entregar taxas de crescimento por um longo período que são múltiplos da média do setor”. As informações são da Dow Jones.