Lucro da Caixa cresce 12,5% no 1º tri para R$ 1,3 bi

O retorno sobre o patrimônio líquido médio foi de 22,4%, queda de 13 pontos porcentuais ante os 35,4% vistos em dezembro

São Paulo – A Caixa Econômica Federal apresentou lucro líquido de R$ 1,3 bilhão no primeiro trimestre deste ano, crescimento de 12,5% em relação a igual período do ano passado. O retorno sobre o patrimônio líquido médio foi de 22,4%, queda de 13 pontos porcentuais ante os 35,4% vistos em dezembro.

A carteira de crédito cresceu 43% de janeiro a março, alcançando estoque de R$ 390,6 bilhões, quando comparado a igual intervalo de 2012. “Fizemos um ano do programa Melhor Crédito (com taxas de juros menores).

Naquele momento, reafirmamos nossa estratégia de reduzir as taxas e garantir o resultado, a rentabilidade e a sustentação econômica do banco com outras ações, como o aumento do volume de negócios, receitas e ampliação de canais”, afirmou Marcio Percival, vice-presidente de Finanças do banco.

As receitas totais da Caixa atingiram R$ 21,5 bilhões, com evolução de 13,6%, enquanto as receitas com operações de crédito alcançaram R$ 9,9 bilhões, crescimento de 21,1%.

No primeiro trimestre, a Caixa totalizou 66,6 milhões de clientes, crescimento de 10% em um ano. “Apenas no primeiro trimestre trouxemos 1,3 milhão de clientes novos”, disse Percival, acrescentando que o aumento foi impulsionado por vários produtos, como crédito imobiliário e consignado (com desconto em folha).

A Caixa encerrou março com índice de Basileia de 14,2%, superior em 1,4 ponto porcentual em relação a igual período do ano passado. O mínimo exigido pelo Banco Central é de 11%. O Basileia é um indicador de capitalização e mede quanto o banco pode emprestar sem comprometer seu capital.