Juíza dos EUA indefere processo de motorista contra Uber

Juíza indeferiu proposta de ação judicial coletiva apresentada por um motorista do Uber sobre vazamento de dados revelado pela empresa

San Francisco – Uma juíza norte-americana indeferiu proposta de ação judicial coletiva apresentada por um motorista do Uber contra o serviço de transportes urbanos sobre vazamento de dados revelado pela empresa, de acordo com uma decisão nesta segunda-feira.

Em fevereiro, o Uber revelou que 50 mil nomes e números de licença de seus motoristas foram acessados indevidamente.

Um motorista, Sasha Antman, processou o Uber alegando rede de segurança fraca. A juiz dos EUA Laurel Beeler, em San Francisco, decidiu que Antman não havia alegado plausivelmente que a conduta do Uber acerca do vazamento de dados causou danos.

Beeler deu ao advogado de Antman 28 dias para apresentar um processo anexo para tentar estabelecer padrões legais.