Hypermarcas quer ganhar mercado com novos medicamentos

Pedidos da Hypermarcas na Agência Nacional de Vigilância Sanitária para lançar novos medicamentos no Brasil podem aumentar sua participação de mercado

Rio de Janeiro  – Os pedidos da Hypermarcas na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para lançar novos medicamentos no Brasil podem aumentar sua participação de mercado, disseram executivos da companhia nesta segunda-feira.

Atualmente, a área de prescrição de medicamentos da Hypermarcas representa 37 por cento das classes terapêuticas (tratamentos prescritos pelos médicos), disse o diretor de marketing da empresa, Diego Luz.

Com os novos registros na Anvisa, a empresa pode ganhar 20 pontos percentuais de cobertura, chegando a uma participação de 54 por cento. Segundo Luz, este percentual tem potencial para atingir 75 por cento, mas não especificou um horizonte.

“Nos produtos que a gente tem para lançar, a gente busca casar especialidades que já cobr, mas tem carência de portfólio ou áreas pouco exploradas”, disse Luz, durante apresentação no Hypermarcas Day. Atualmente, a fatia de mercado da Hypermarcas no segmento de prescrição é de 9,8 por cento, o que segundo os executivos da companhia, mostra possibilidade de crescimento mais acelerado.

A Hypermarcas anunciou no início de novembro a venda de seu negócio de fabricação e venda de cosméticos para a francesa Coty por 3,8 bilhões de reais, dentro dos esforços para reduzir seu endividamento e se concentrar na área farmacêutica.

REVISÃO EM DESCONTOS

Já o presidente da divisão farma, Luiz Violland, disse que a Hypermarcas vai reavaliar sua política de descontos, citando alta do dólar e dos custos.

“Existe a possibilidade de mudar um pouco o fluxo de dinheiro a nosso favor. Não dá para continuar em alguns mercados a dar os descontos que a gente costuma dar”, disse.