HRT faz oferta por 21 blocos da Petra na Amazônia, diz jornal

Decisão foi tomada depois que a Petra recusou a oferta da joint-venture TNK-BP, de US$ 1,05 bilhão

São Paulo – A HRT decidiu oferecer US$ 796 milhões pelos 21 blocos exploratórios da Petra na Amazônia, segundo reportagem do jornal Valor Econômico desta sexta-feira (27). A empresa quer exercer seu direito de compra da participação de 45% da Petra, como sócia, em uma decisão de preço “fixo e irreajustável”. Ontem, a HRT também exigiu a venda da participação na Bacia do Solimões por 1,288 bilhão de reais.

A nova tentativa de aquisição anunciada para o mercado veio depois da Petra recusar uma oferta de US$ 1,05 bilhão feita pela TNK-BP, uma joint-venture entre a russa TNK e a inglesa BP que é a terceira maior produtora de petróleo da Rússia. Empresas como a chinesa Sinopec, a francesa Total e a colombiana Ecopetrol também manifestaram interesse pelos blocos exploratórios da Petra, segundo o texto do jornal.

Segundo a matéria do Valor, Petra entende que sua participação vale mais do que a proposta da HRT, em até US$ 3 bilhões. Após o anúncio da oferta, ações da HRT subiram 6,8% ontem, pela proposta de aquisição por um valor cerca de US$ 250 milhões menor.