Pão de Açúcar vende Audax para Osasco

Com a saída de Abilio, Casino se desfaz de time da companhia em função de despesas

São Paulo – O Grêmio Osasco, time da segunda divisão do futebol paulista, realiza na próxima sexta coletiva de imprensa para anunciar sua última aquisição: o Audax, clube que pertencia ao GPA (Grupo Pão de Açúcar). Após a saída de Abilio Diniz, a multinacional francesa Casino optou por se desfazer da equipe, vista como fonte de despesas.

De acordo com o Estadão, a manutenção do Audax custaria em torno de 30 milhões de reais à companhia. Após o negócio fechado no último sábado, o Osasco assumiu as duas equipes do Audax – no Rio e em São Paulo – e vai disputar a primeira divisão nos dois campeonatos estaduais em 2014.

Entretanto, o destino dos 50 atletas do clube ainda não está definido. “Cada caso é um caso”, afirmou Clayton Gomes, assessor de imprensa do Osasco. Segundo Gomes, a diretoria do Osasco foi hoje ao Rio para definir como ficará a situação do Audax-RJ. Sem valores divulgados, a compra do Audax foi financiada pelo Grêmio Osasco e pela Prefeitura de Osasco.

Bastidores

Por trás da aquisição do Audax, está o banqueiro Mário Teixeira. Conselheiro do Bradesco, o fundador do Grêmio Osasco estava em negociações com o grupo Casino desde maio.

O Audax-SP existe desde 2011 e se originou do Pão de Açúcar Esporte Clube – criado em 2003. O time é uma criação de Abilio Diniz, que deixou o GPA no começo do mês