Goldman Sachs pode dividir venda da petroleira Svenska

A decisão teria sido tomada seguindo sinais que compradores potenciais estariam interessados em partes específicas da petroleira

Londres – O Goldman Sachs Group está considerando dividir a venda do grupo petrolífero sueco Svenska, avaliado em US$ 2 bilhões, em partes ao invés de vendê-lo como um único ativo. A decisão teria sido tomada seguindo sinais que compradores potenciais estariam interessados em partes específicas da petroleira e não na companhia toda, de acordo com informações do The Independent On Sunday.

O jornal inglês informa que os principais interessados na compra dos ativos da Svenska, possivelmente incluindo a BP e a Shell, não estão interessados em todo o grupo em função de seu espalhamento geográfico. A companhia sueca tem produção e campos de exploração em cinco países do oeste da África, no Mar do Norte da Noruega e na Latvia.

Isto estaria levando o Goldman e o bilionário saudita Mohammed al-Amoudi, o proprietário da Svenska, a repensarem o processo de venda já que a expectativa é de que o valor pode ser superior se os ativos forem vendidos separadamente.

Os ativos africanos poderiam ser vendidos juntos ou também podem ser divididos facilmente por países, que incluem a Costa do Marfim, Nigéria e Angola, afirma o jornal sem citar fontes. As informações são da Dow Jones.