Galvão Engenharia cresce 94% em apenas um ano

Embalada pelo novo ciclo brasileiro de grandes obras, empreiteira é a empresa do ano do setor de construção de MELHORES E MAIORES

São Paulo – Em apenas 14 anos, a Galvão Engenharia saiu do anonimato para figurar na lista das grandes construtoras do país. Nesta edição de Melhores e Maiores, a companhia foi escolhida como a melhor empresa de construção. Seus números impressionam. Em 2009, seu faturamento chegou a 1,2 bilhão de dólares – um salto de 94% em relação ao ano anterior. O lucro líquido foi de 117 milhões de dólares.

A empresa é um exemplo do novo ciclo brasileiro de grandes obras. Seu primeiro salto veio em 2006, quando participou da construção de dois gasodutos para a Petrobras. A barreira de 1 bilhão de reais de faturamento foi quebrada em 2008, quando a Galvão conquistou o contrato para ampliação da estação de tratamento do Alto Tietê, em São Paulo.

A Galvão tem ainda participação de 3,75% no consórcio Norte, que irá construir a usina hidrelétrica de Belo Monte, no rio Xingu, que será a terceira maior do mundo. Em 2009, a empresa presidida por Jean Castro Luscher começou sua expansão internacional, com escritórios em Lima, no Peru, e Luanda, em Angola. A construtora foi fundada em 1996 pelo arquiteto Dario Galvão, após vender suas ações da Queiroz Galvão, empreiteira da qual seu pai foi um dos fundadores.