Gafisa confirma que está buscando bancos para IPO da Tenda

A Gafisa confirmou, em fato relevante enviado à CVM, que está procurando bancos para coordenar o IPO da Tenda

São Paulo – A Gafisa confirmou, em fato relevante enviado nesta terça-feira, 27, à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), que mantém contato com os bancos Itaú BBA, Bradesco BBI, Bank of America (Bofa), Banco do Brasil e Votorantim para oferta pública de ações (IPO, na sigla em inglês) da Tenda, conforme antecipado pelo Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado, na sexta-feira dia 23.

A empresa informou que a contratação foi autorizada pelo conselho de administração, com o objetivo de realização de uma oferta pública de ações de emissão da Tenda.

“Sem prejuízo disto, é prematura qualquer consideração sobre estrutura, volume ou prazo dessa eventual oferta”, comunicou a empresa.

A Gafisa reiterou que não há decisão definitiva quanto à realização da oferta pública ou demais opções, como venda de participação societária ou separação através de uma reorganização societária.

No dia 16 de agosto, a Gafisa informou a contratação do banco Rothschild como assessor financeiro para a separação da subsidiária Tenda, formando, assim, duas companhias abertas e independentes.

No mês passado, a empresa informou que o processo poderia envolver uma oferta de valores mobiliários ou venda de participação societária, além da própria separação por meio de uma operação de reorganização societária.

Na sexta-feira, o Broadcast apurou, com fontes, que já havia começado a ser estruturado o processo de IPO da Tenda, com a contratação dos bancos.

De acordo com fonte próxima da administração, a companhia buscará um preço do papel para que a avaliação da empresa chegue em R$ 900 milhões.

O montante estimado é próximo do valor de mercado atual de todo o grupo, que é de R$ 909 milhões, conforme cotação no fechamento do pregão de quinta-feira (22).

O grupo é composto pelas operações de Gafisa, Tenda e uma participação de 30% na companhia de loteamentos Alphaville Urbanismo.

A expectativa, segundo fontes de mercado, é de que a Tenda seja vista com bons olhos por investidores devido ao momento favorável para o mercado imobiliário na baixa renda e por causa da expectativa de crescimento da empresa, com ganho de escala e alta do retorno sobre o capital investido.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.